Tiny Houses: Minicasas para uma vida minimalista




Você sabe o que é MINIMALISMO?

Atualmente, muito se fala sobre minimalismo. Esse conceito tem se tornado cada vez mais recorrente e muitas pessoas se identificam como minimalistas.

Inicialmente, o termo referia-se a manifestações artísticas e culturais que ocorreram em distintos momentos do século XX. Elas baseavam-se em utilizar somente o mínimo de elementos estruturais como forma de expressão da arte e da comunicação.

Entretanto, com o tempo, tal ideia também foi incorporada a outras áreas da expressão humana e transformou-se em um estilo de vida, que baseia-se em diminuir drasticamente os níveis de consumo, adquirindo apenas os objetos necessários para uma vida plena.

Mas, além disso, essa forma de viver busca olhar para os prazeres que o consumo desenfreado não compra.

Vale lembrar que, de alguma forma, esse tipo de comportamento valoriza o autoconhecimento, criticando a sociedade de consumo, o fetiche da mercadoria e o sistema capitalista.

Então, as Tiny Houses são pequenas moradias que vêm de encontro a esse estilo de vida e são planejadas para quem deseja viver em espaços compactos e minimalistas.

Essas casas são o resultado de um movimento que segue a ideia de possuir apenas o essencial, priorizando as experiências entre as pessoas e o contato com a natureza.

As Tiny Houses priorizam a convivência e o contato com a natureza. Fonte: Pinterest

O movimento Tiny House

O movimento das Tiny Houses faz parte de uma verdadeira filosofia de vida que incentiva o desprendimento, evitando o acúmulo de bens materiais e o consumismo desnecessário.

Mas é claro que há outros diversos motivos para que as pessoas decidam ressignificar a maneira de viver, optando por casinhas tão pequenas e nada convencionais. Além do desprendimento material e financeiro, como já foi falado, a consciência ambiental, a necessidade de mudança e a busca por autoconhecimento impulsionam a aquisição de uma minicasa.

No fim, todos esses motivos se conectam em apenas um: obter maior qualidade de vida.

Muitas pessoas optam por viver em uma Tiny House para ter mais qualidade de vida. Fonte: Unsplash

Para essa vida de qualidade, a casa é um dos primeiros elementos a ser repensado, da mesma maneira que os movimentos ligados à sustentabilidade desenvolveram o conceito das eco vilas. 

Os primeiros sinais do movimento Tiny House apareceram entre 1990 e 2000, nos EUA, ao Jay Shafer construir a sua própria residência nesse modelo e fundar a companhia Four Lights Tiny House.

A casa de Jay Schafer foi uma das primeiras Tiny Houses desenvolvidas. Fonte: Pinterest

Posteriormente, durante a crise imobiliária de 2008, a construção de minicasas aumentou por conta do menor custo de compra e manutenção que elas apresentam em alguns países.

Nesse cenário, no qual os salários já não acompanhavam a alta nos preços dos imóveis, os apartamentos studio começaram a se popularizar e as Tiny Houses ganharam soluções cada vez mais personalizadas. 

A partir daí, o conceito se espalhou por diversos países do mundo, culminando no surgimento de empresas focadas nessa inovadora arquitetura, adaptando as minicasas ao clima e aos costumes de cada região.

Tiny House no Brasil

O movimento das minicasas no Brasil é recente, tanto que a primeira Tiny House brasileira regulamentada foi desenvolvida no ano de 2017.

Araraúna foi a primeira Tiny House sobre rodas do Brasil, construída e legalizada. Fonte: Pés Descalços

Os adeptos do movimento estão crescendo, e em Curitiba há até mesmo um condomínio preparado para receber 25 unidades confortavelmente.

A boa notícia para você que tem interesse em adquirir uma Tiny House no Brasil é que há empresas focadas na construção dessas pequenas moradias. A Tiny Brasil e a Tiny Houses Brasil, por exemplo, desenvolvem projetos que são adaptáveis às necessidades do estilo de cada família.

A arquitetura de uma Tiny House

A metragem compacta é a característica mais marcante de uma Tiny House, afinal elas costumam ter, no máximo, 40 m² de dimensão. Por esse motivo, essas construções também são conhecidas por minicasas ou micro casas.


A minicasa Cornélia possui pouco mais de 20 m², seguindo a média das Tiny Houses. Fonte: TinyHouse.com

As Tiny Houses não costumam estar fixadas ao solo, o que permite fácil mobilidade de toda a estrutura. Algumas delas já são preparadas, até mesmo, para se locomover e possuem rodas, assim você pode mudar de localização a qualquer momento.

As minicasas sobre rodas são perfeitas para quem gosta de mudar frequentemente de região, mas deseja estar sempre na mesma moradia. Fonte: The Tiny House

Além dessa característica principal, a arquitetura das residências possui outros diversos aspectos. Confira!

A planta das Tiny Houses são extensas e com circulação central. Fonte: TinyHouse.com

O interior costuma ser totalmente integrado, apenas com o dormitório localizado em uma espécie de mezanino. Os projetos são pensados em todos os detalhes, unificando ambientes de estar, refeições, serviços, lazer e, até mesmo, trabalho. 

O interior das Tiny Houses induz a integração entre os ambientes. Fonte: TinyHouse.com

Essa configuração torna as residências bastante iluminadas, pois os cômodos recebem luz solar de todas as janelas simultaneamente.

A integração entre os ambientes favorece o recebimento e iluminação natural. Fonte: Pinterest

Mobiliário funcional

O mobiliário guarda muitas surpresas, com móveis multifuncionais que servem para variadas funções. Os degraus das escadas, por exemplo, são aproveitados para armários e gavetas, enquanto as mesas podem ser embutidas nas paredes e o sofá se converter em cama.


Os móveis multifuncionais proporcionam maior conforto aos moradores das minicasas. Fonte: Minimalist Houses

Deck de lazer

As metragens compactas das residências inspiram a vivenciar mais experiências na parte externa das casas e, por que não dizer, no bairro e na própria cidade.

As metragens compactas valorizam as experiências fora das minicasas. Fonte: TinyHouse.com

Assim, existe a possibilidade de instalar um deck de lazer na entrada da Tiny House. Esse ambiente se torna um espaço de encontros, conversas e relaxamento.

O deck cria inúmeras possibilidades para o seu lazer e conecta o interior da residência ao seu exterior. Fonte: TinyHouse.com

Essa extensão da residência permite que você receba convidados e até ofereça belos eventos sem preocupações, afinal o espaço da residência não precisa se limitar ao seu interior.

Infraestrutura ecológica

Boa parte das Tiny Houses são pré-fabricadas, o que, por si só, já representa uma economia de material e um menor impacto ecológico. Além disso, recebem infraestrutura para produção total de sua própria energia, captação e, até mesmo, tratamento de águas cinzas.

O mercado das Tiny Houses está sempre em busca de soluções com baixo impacto ambiental. Fonte: Eco Cabins

O sistema hídrico e de águas cinzas é outra curiosidade nas minicasas, pois não há necessidade de uma caixa de esgoto convencional. As águas das pias podem voltar para a natureza, quando os moradores utilizam produtos de limpeza biodegradáveis de baixo impacto ambiental e o vaso sanitário pode ser configurado como uma composteira.

De maneira geral, o mercado das Tiny Houses é bastante atento à qualidade das residências, para que sejam sustentáveis ​​durante a fabricação, no uso e na reciclagem.

A vida real em uma minicasa

Seguindo a tendência do menos é mais, o minimalismo é uma característica forte das minicasas. Portanto, esse estilo de vida não significa abandonar o máximo de coisas possíveis, mas sim fazer escolhas inteligentes que permitam viver com menos preocupações.

Repensar a moradia pode ser a chave para quem deseja um estilo de vida mais livre. Fonte: Unplash

As Tiny Houses também representam uma solução eficiente para o combate a problemas sociais e de moradia. A exemplo disso, a cidade de Portland, nos EUA, conta com comunidades para pessoas em situação de rua, para acolhimento de mulheres e também para homens.

Cuidados ao escolher viver em uma minicasa

As minicasas são ótimas opções para quem se adapta facilmente e não tem dificuldades em dividir espaços. Caso contrário, a convivência intensa pode ser um empecilho, gerando uma interferência direta entre as rotinas.

As minicasas procuram otimizar e descomplicar a maneira de viver, porém, podem não funcionar em algumas rotinas. Fonte: Unsplash

Os preços de construção são outro aspecto a ser considerado para quem busca uma obra mais barata que as convencionais. Isso porque, apesar de serem obras econômicas, o mercado brasileiro ainda está dando os passos iniciais nesse setor, sendo ainda pouco especializado.

Para uma casa sobre rodas é preciso entender a legislação de cada localidade, pois, na maioria dos casos, é necessário obter autorização para estacionar em vias públicas. No entanto, há como se acomodar em campings e terrenos preparados para receber esse tipo de moradia.

Vantagens das Tiny Houses

Para muitos, manter uma casa grande pode significar mais despesas, mais trabalho, mais preocupações e menos tempo para fazer o que gosta. Afinal, viver em metragens amplas nem sempre significa ter qualidade de vida.

Assim, a compactação da residência proporciona muitos benefícios, a começar pelo menor custo de manutenção e pela facilidade de cuidados rotineiros como a limpeza.

A construção de uma Tiny House pode ser muito mais rápida do que a de uma casa convencional, pois funciona como uma obra pré-fabricada. 

As minicasas possuem construção e montagem bastante rápidas. Fonte: The Tiny House

A sua estrutura convencionalmente é composta por chapas metálicas ou elementos de madeira, que são facilmente transportados e dispensam o uso de concreto para alvenaria.

As minicasas representam maior flexibilidade para mudanças. Fonte: Pinterest

Ter uma Tiny House, especialmente sobre rodas, proporciona muita liberdade, afinal você pode escolher morar ora no campo, ora na praia, e viver conhecendo o mundo. Além disso, não é preciso escolher o que levar na mudança, você pode levar a sua casa inteira!

E aí, gostou da matéria sobre casas minimalistas?
Sem dúvidas é um estilo convidativo para os adeptos de uma vida mais simples e focada em seus reais interesses, autoconhecimento, realização pessoal e autonomia.

Mas se você quiser experimentar uma decoração mais próxima desse estilo ou até mesmo se quiser conversar a respeito, entre em contato comigo e bora conversar!
ambienteseideiasplanejadas@gmail.com
(21) 98000-5550 - whats app


Fonte:
Toda Matéria - Laura Aidar
Live - Thainá Neves
                                                                  



































Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Cozinha

Quarto de um jovem advogado

Deixe aqui seu comentário...